segunda-feira, 7 de junho de 2010

Polícia Militar estoura boca-de-fumo em Paragominas



O fechamento da boca-de-fumo aconteceu no último sábado (05), por volta das 15h, no bairro Cidade Nova, área periférica de Paragominas, nordeste paraense.

Uma guarnição comandada pelo cabo Célio Ruy e J. Sabino, juntamente com os soldados Gerson Wallace, Marcelo Feitosa e Leal, realizavam rondas de rotina no bairro Cidade Nova, mais precisamente na rua Perpetuo Socorro, que faz divisa com a rua Paulo VI, área de maior incidência de trafico de drogas em Paragominas. Quando avistaram uma pessoa com atitudes suspeitas.


Então pediram para revistar Antônio Carlos Viega, 57 anos, que estava com certa quantidade de maconha. Ele confessou ser apenas usuário.

O cabo Célio Ruy perguntou onde Antônio Carlos teria adquirido aquela maconha. A principio não quis revelar onde seria a boca-de-fumo que ele teria comprado, minutos depois acabou confessando.

No local indicado pelo usuário, os Policiais Militares fecharam o cerco e começaram observar o movimento naquele local. Pediram para fazer revistas na casa de Geilza Correia Veiga, mais conhecida como “Geizinha”. Ela foi indicada como traficante pelo usuário. Alguns minutos de revista encontraram 700 gramas de maconha prensada em poder da mesma.

Com a presença da PM naquele local, um morador daquela residência, começou a se alterar em seguida a desacatar com palavras de baixos calões, dirigida aos Policiais Militares pelo fato de levarem Geilza para dependências da 13ª Seccional.

Mediante as provas encontradas na casa de Geilza Correia Viera, juntamente com Antônio Carlos e Mardey Gomes Soares, 19 anos, foram conduzidos a Delegacia de Polícia Civil.

Antônio Carlos assinou um Termo Circunstanciado de Ocorrência Policial (TCO), assim como Mardey Gomes Soares, por desacato a autoridade. Geilza Correia Vieira, foi autuada por tráfico de drogas, pela delegada Maehnalva Helena da 13ª Seccional.

Denuncie: A Polícia Militar de Paragominas, pede para quem tiver informações que possam levar as outras bocas-de-fumo ligar para o telefone (091) 37293747 ou disque denuncia (190) não precisa se identificar.

Bruno Nascimento, de Paragominas. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Siga o ParagoNews

Minha lista de blogs