sábado, 5 de junho de 2010

Produtores se empenham para reflorestar Paragominas


Técnicos da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) estiveram reunidos de 19 a 21 de maio no Seminário de Restauração Florestal para discutir reflorestamento em Paragominas, o primeiro município a sair da lista das cidades que mais desmatam na Amazônia.

Representantes do Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon), da ONG The Nature Conservancy (TNC), do Sindicato dos Produtores Rurais de Paragominas (SPRP), do Instituto Socioambiental (ISA) e da Associação dos Fazendeiros do Araguaia Xingu (Asfax) fizeram parte das várias atividades que trabalharam a responsabilidade ambiental. Entre elas, a identificação de áreas degradadas nas Áreas de Preservação Permanente (APPs).


Segundo o artigo 197 da legislação ambiental são consideradas áreas de Proteção Permanente os manguezais, as nascentes, mananciais ou as áreas que abriguem exemplares raros da fauna e da flora, entre outros ecossistemas que apresentem características específicas.

A experiência de profissionais do ISA na recuperação das APPs foi apresentada para os presentes, enquanto que os professores Ricardo Ribeiro e Moacyr Corsi, da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq), ministraram palestra sobre o tema central Restauração Florestal em Áreas de APP e Recuperação de Pastagens. Ainda no encontro, os participantes conversaram sobre o modelo integrado de recuperação de áreas degradadas e tiveram atividades de integração pecuária-floresta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Siga o ParagoNews

Minha lista de blogs