quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Polícia Militar troca comandos de Policiamento da Capital e da Região Metropolitana



Rodolfo Oliveira/Ag. Pará

O coronel Hilton Benigno deixa o CPC e assume o Comando de Policiamento Regional 3 (CPR3) que compreende 22 municípios da região do Guamá

O coronel PM Roberto Campos será o novo titular do Comando de Policiamento da Capital (CPC). Ele deixa o Comando de Policiamento da Região Metropolitana (CPRM) que passa a ser chefiado pelo tenente coronel PM Sérgio Alonso. A cerimônia de troca de comandos será realizada nesta sexta-feira (25), às 9h, no auditório do Comando Geral da corporação e será presidida pelo coronel PM Daniel Mendes, comandante geral da Polícia Militar do Pará (PMPA).  Para o novo titular do CPC, a mudança é importante para que os oficiais da PM conheçam todos os comandos da instituição.
“Nós militares vivemos essa rotina. Estou satisfeito com o trabalho desenvolvido pela nossa equipe no CPRM, conseguimos alcançar as metas estabelecidas pela secretaria de Segurança Pública, assim como o coronel Hilton, que desenvolveu um bom trabalho no CPC. Essa troca nos ajudará a conhecer toda a estrutura da Polícia Militar e é bom para o oficial fazer esse rodízio e conhecer a instituição. Todos nós oficiais almejamos comandar a instituição um dia, e por isso é importante ter pleno conhecimento e estarmos preparados para quando recebermos esse convite”, destacou.
O coronel Hilton Benigno, que era o titular do CPC, assume o Comando de Policiamento Regional 3 (CPR3) que compreende 22 municípios da região do Guamá, sendo a maior regional em número de municípios. Sob a tutela do coronel Hilton ficarão os Batalhões de Castanhal e Santa Isabel e as Companhias Independentes de Tomé-Açu e São Miguel do Guamá. Entre os desafios do novo comandante da CPR3 está a implantação do modelo de integração de diversos órgãos da segurança pública, que foi desenvolvido no CPC e deverá ser expandido para as outras regiões do estado.
“A minha passagem pelo Comando de Policiamento da Capital foi de dois anos e pretendo levar a expertise do trabalho desenvolvido no CPC para o CPR3. São municípios com realidades diferentes da capital e diferentes entre si. É um desafio grande, mas sabemos que juntos poderemos fazer muito mais pela segurança pública do que a polícia trabalhando isoladamente”, ressaltou.
A troca de comando a cada biênio faz parte do planejamento estratégico da Polícia Militar do Pará, que visa motivar os policiais a novos desafios. Na solenidade também será realizada a formatura do primeiro grupo de Recobrimento Tático (RT), que atuará como “segundo esforço” em toda a área da capital paraense. O grupo é formado por 47 policiais militares que estão em formação desde dezembro de 2012, cumprindo planejamento pedagógico e operacional de 210 horas-aula, que abordaram temáticas como Direitos Humanos, Uso Progressivo e Diferencial  da Força, Tecnologia de baixa letalidade (uso de munição química, etc).
Segundo o major Leno Carmo, que atua como assesor de Comunicação da Polícia Militar, o Recobrimento Tático é um grupo especial que estará ligado aos batalhões para apoiar o policiamento ostensivo regular. O projeto da PMPA é constituir um grupo do gênero em cada Batalhão da PM no estado. “Estamos começando pela capital, mas vamos interiorizar essa especialização. A vantagem é que não está sendo criada uma nova força especial, esses policiais farão parte do Batalhão e são acionados diretamente pelos seus comandos. O treinamento da equipe não termina nesta formatura. Os homens serão constantemente treinados para agir em situações mais especializadas”, reiterou. 

Texto:
Dani Filgueiras - Secom
Fone: 81185849 / 81185849

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Siga o ParagoNews

Minha lista de blogs