quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Projeto “Ipads Caseca” é lançado em Paragominas


Lançado nesta quarta-feira, 23, no Centro de Atividades Sócio Educativas para Crianças e Adolescentes (Caseca), e que beneficiará 600 meninos e meninas.
A criatividade nas pontas dos dedos. Essa é a descrição mais resumida do projeto “Ipads Caseca”, lançado nesta quarta-feira, 23, no Centro de Atividades Sócio Educativas para Crianças e Adolescentes (Caseca), e que beneficiará 600 meninos e meninas, que utilizaram 15 ipads para atividades desenvolvidas no âmbito do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti.
Em uma visita realizada, em 2011, ao Caseca, da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas), os representantes do sindicato dos empregados da empresa mineradora Hydro, da Noruega, ficaram entusiasmados com o trabalho realizado no Centro. De volta ao país de origem, os representantes buscaram o apoio da Hydro para por em prática o “Ipads Caseca”. “Para nós o alumínio é uma riqueza que exploramos e que aqui nós transformamos essa riqueza em riqueza social, atuando para desenvolvimento dessas crianças”, fala Cezar Vasconcelos, diretor da Hydro em Belém.
A mineradora então, firmou parceira com a Fundação África Startup, que já havia realizado uma iniciativa semelhante, em Gâmbia, localizado no ocidente africano. “Há alguns anos esse trabalho é realizado em Gâmbia e isso que estamos vendo hoje, no Caseca, é uma evolução do trabalho.”, diz a representante da África Startup, Gilbia Portela.
Segundo ela, os ipads podem ser utilizados na produção musical e de vídeo, por exemplo, estimulando o aprendizado. “Muitas escolas particulares já vieram conhecer como funciona o projeto, como os professores vão atuar. E vendo essa equipe, acredito que tem tudo para dar certo”, relata Gilbia.
Os ipads, dispositivos semelhantes à computados em formato de tablets e com tela sensível ao toque, serão utilizados pelo projeto em atividades como inglês, música, artes entre outras. Para isso, os instrutores passaram por um treinamento de duas semanas e agora estão aptos a utilizar os aparelhos e estimular a criatividade e o conhecimento de crianças e adolescentes.
Maria Eduarda, de 12 anos, já testou a novidade e achou “muito legal, pois é uma coisa que inova aqui no peti, no aprendizado, caso no futuro possa trabalhar com ipad”, diz a menina, que participa das aulas de música que vão ficar mais gostosas de aprender. “No ipad, podemos encontrar todos os instrumentos, bateria, violão teclado, isso vai facilitar muito nas aulas”, fala a Eduarda que quer testar o aparelho em outras aulas como o inglês.
O exemplo de Maria Eduarda espelha o pensamento do prefeito, Paulo Tocantins. Para ele, o projeto é uma grande contribuição para desenvolvimento das crianças atendidas pelo Peti. “Toda e qualquer iniciativa na área esportiva ou educacional melhora o desenvolvimento. E melhor ainda, reflete no futuro dessas crianças e adolescentes”, finaliza o prefeito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Siga o ParagoNews

Minha lista de blogs