terça-feira, 8 de abril de 2014

Justiça determina reintegração de jornalistas no grupo RBA

Nesta segunda-feira, 7, data em que se comemora o Dia do Jornalista, foi publicada a sentença da ação coletiva ajuizada pelo Sindicato dos Jornalistas do Pará (Sinjor-PA) contra o grupo RBA, que será obrigado a reintegrar os jornalistas Amanda Aguiar, Felipe Melo, Cris Paiva e Adison Ferrera, além de ter que pagar uma indenização no valor de R$ 30 mil, a título de danos morais, a cada um dos quatro jornalistas demitidos em novembro do ano passado. A decisão foi exarada pela juíza substituta da 5ª Vara da Justiça do Trabalho, Karla Martins Frota, que julgou totalmente procedente a ação movida pelo Sinjor-PA.
Os trabalhadores foram dispensados após a greve ocorrida na TV RBA, Diário do Pará e Diário On Line, em setembro, logo após o fim do prazo de estabilidade de 45 dias firmada em acordo com o Sindicato, que culminou com o fim da greve.
O assessor jurídico do Sinjor-PA, André Serrão, ressaltou que a decisão da justiça do trabalho, atendendo aos anseios da sociedade que acompanha atentamente o caso, reverteu a atitude abusiva e discriminatória da empresa, que demitiu coletivamente os trabalhadores. “Eles exerciam seu direito de greve, constitucionalmente assegurado. Esta decisão determina a reintegração dos jornalistas aos postos de trabalho, bem como condena a empresa ao pagamento de indenização por danos morais no valor total de R$ 120 mil, ou seja, R$ 30 mil para cada", explicou Serrão.
Para a presidente do Sinjor-PA, Sheila Faro, com esta decisão, o jornalista ganha de fato o direito de lutar por mais respeito e condições dignas de trabalho. “Essa vitória é de toda a categoria. Isso fortalece nossa luta para continuarmos reivindicando melhores condições de trabalho e um piso salarial digno. Os jornalistas merecem respeito, valorização e o salário condizente à dimensão do nosso papel perante a sociedade”, afirmou.
Greve: A greve dos jornalistas do Diário do Pará, TV RBA e do Portal Diário Online se deu no contexto do movimento "Jornalista Vale Mais", lançado pelo Sinjor-PA. Anteriormente à greve, amparada pelo Sindicato, foram realizadas quatro manifestações da campanha de valorização profissional no Estado. Uma em frente à Superintendência Regional do Trabalho e Emprego, outra na TV Record e duas na RBA. Após seis dias de paralisação dos trabalhadores, o Sinjor-PA e a empresa chegaram a um acordo vitorioso. A principal reivindicação dos funcionários foi atendida: o piso salarial da redação passou de R$ 1 mil para R$ 1,3 mil, aumento salarial imediato de 30% chegando a 50% (R$ 1.500) em abril deste ano. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Siga o ParagoNews

Minha lista de blogs