quarta-feira, 30 de abril de 2014

Polícia Civil cumpre mandado de prisão de acusado de latrocínio em Paragominas

A Polícia Civil cumpriu o mandado de prisão preventiva do maranhense Silvestre dos Santos Conceição, 24 anos, conhecido como “Sola”, acusado do latrocínio de José Nazareno de Jesus Pinto, 52 anos, no último dia 13, na Fazenda Águia Branca do Pará, em Paragominas, nordeste paraense. O crime registrado, por volta de 23 horas, teria ocorrido após a vítima se negar a entregar uma motocicleta ao acusado. A prisão foi realizada, pela equipe policial comandada pelo delegado Jivago Ferreira, no município de São João do Caru, no Estado do Maranhão. As informações foram divulgadas nesta terça-feira, 29. Conforme o delegado, após a Polícia Civil ser comunicado do caso, uma equipe de policiais civis foi deslocada até a fazenda. 
Motocicleta foi recuperada
Motocicleta foi recuperada
Ali, os policiais encontraram José Nazareno morto a bala em frente à uma barraca de madeira. Testemunhas relataram que a vítima e o acusado se conheciam da região. Momentos antes do crime, os dois estariam bebendo em um bar, onde teriam começado a travar uma discussão, por causa da motocicleta. 

Segundo o delegado, a intenção do acusado era levar o veículo de propriedade de José, que, por sua vez, discutiu com Silvestre, para não permitir o roubo. Logo após um bate-boca, Silvestre teria ido à casa onde moram os pais e ali pegou uma espingarda. Depois, de acordo com as informações testemunhais, retornou e disparou contra a vítima. 
Após o crime, José Nazareno fugiu na motocicleta levando a espingarda. As investigações mostraram que, durante a fuga, o veículo foi abandonado pelo acusado, pois o motor teria parado de funcionar, após passar por uma pequena lagoa na estrada. Mesmo a pé, Silvestre continuou a fuga à pé, caminhando por seis dias, até chegar à sua cidade natal, no Maranhão. Com as investigações, a equipe policial conseguiu identificar e localizar o paradeiro do acusado. O delegado Jivago Ferreira, responsável pelas investigações, solicitou à Justiça a prisão preventiva de Silvestre. 
A equipe policial, já de posse do mandado de prisão, foi até um vilarejo, situado em São João do Caru, onde ali o acusado foi preso. Com ele, os policiais apreenderam a arma utilizada no crime. Participaram da operação os investigadores Rildo, Augusto e Pereira. O procedimento foi lavrado pelo escrivão Dilton Pantoja. Para a superintendente da Região da Zona Guajarina, delegada Bruna Paolucci, que responde por Paragominas, a Polícia Civil está atuando com prioridade no combate aos crimes contra a vida e ao patrimônio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Siga o ParagoNews

Minha lista de blogs