segunda-feira, 12 de maio de 2014

Novo vazamento de caulim na Imerys em Barcarena preocupa órgãos ambientais

Depois do vazamento registrado na noite do dia 6, o caulim voltou a tingir de branco as águas do igarapé Curuperé, em Barcarena, na noite de ontem, 8 de maio

O Ministério Público do Estado do Pará (MPE) e o Ministério Público Federal (MPF) confirmaram em inspeção hoje pela manhã que houve um segundo vazamento de caulim originado da planta da Imerys na área do igarapé Curuperé, em Barcarena, nordeste paraense.

Depois do vazamento do último dia 6, as águas do igarapé voltaram a ser tingidas de branco na noite de ontem, 8. Moradores da região fotografaram o segundo vazamento, acionaram os órgãos ambientais e hoje de manhã equipes do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves, Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e do MPE estiveram no local. As fotos foram enviadas para o MPE e para o MPF ontem mesmo.
Os técnicos do MPE fizeram um sobrevôo de helicóptero na região e confirmaram a ocorrência de um segundo vazamento. Peritos do Centro de Perícias fizeram coleta de água em 5 pontos do igarapé para determinar a gravidade da contaminação. Há possibilidade da poluição ter atingido várias comunidades de populações tradicionais que vivem na região.

As conclusões sobre os danos causados pelos dois vazamentos devem ser apresentadas pelo procurador da República Bruno Araújo Soares Valente e pela promotora de Justiça Viviane Lobato Sobral Franco já na semana que vem.

Ministério Público do Estado do Pará
Assessoria de Imprensa do MPE/PA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Siga o ParagoNews

Minha lista de blogs