sexta-feira, 2 de maio de 2014

SEPAq realiza curso de piscicultura em viveiros escavados e tanques-rede em Paragominas

SEPAq realiza curso de piscicultura em viveiros escavados e tanques-rede em Paragominas
36 pessoas entre piscicultores, técnicos e estudantes participaram do  Curso de Capacitação em Viveiros Escavados e Tanques-Rede, realizado pela Secretaria Estadual de Pesca e Aquicultura, em Paragominas, nordeste do Estado. As aulas foram ministradas pelo engenheiro de pesca da SEPAq Jailton Serejo entre os dias 22 e 25 de abril.
O objetivo do curso é difundir tecnologia de cultivo para os piscicultores da Associação Paragominense de Aquicultores – APA, técnicos da Secretaria Municipal de Agricultura e estudantes do campus da Universidade Federal Rural da Amazônia – UFRA.
Os alunos tiveram aulas teóricas e práticas, onde aprenderam sobre avaliação de áreas, sistemas de produção, principais espécies destinadas ao cultivo comercial, construção de viveiros escavados, preparo do viveiro, transporte de formas jovens, povoamento, índices zootécnicos de cultivo para o Tambaqui e Surubim, manejo alimentar e despesca. No último dia do curso foi realizada a aula prática na propriedade do Sr. José Carminati.
O curso foi uma solicitação da Associação Paragominense de Aquicultura (APA) criada recentemente e que reuni mais de 32 piscicultores. “Já participei de diversos cursos de capacitação em piscicultura, mas me surpreendi com a riqueza de informações apresentada e com o material excelente fornecido pela SEPAq. Realmente, quem não participou perdeu”, disse o presidente da associação Amilton Caliman.
Para o engenheiro de Pesca da SEPAq a piscicultura no município de Paragominas apresenta um grande potencial, pois apresenta uma forte organização dos piscicultores. “ Eles contam com o apoio de diversas instituições públicas, demanda para pescado de cultivo e uma grande quantidade de áreas propícias e recurso hídricos que favorecem a expansão da piscicultura.”, disse Jailton Serejo
O curso teve também a parceria da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará – EMATER/local e do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado do Pará – SEBRAE/Paragominas que solicitaram vagas apara os piscicultores atendidos por eles.
Para o coordenador de projetos da SEPAq, Luis Lopes, que também esteve em Paragominas dando apoio nas atividades do curso, a força de vontade dos participantes do curso foi recompensadora. “ Eles mostraram que realmente estão dispostos a aprender e trabalhar pelo desenvolvimento da piscicultura no município”, disse ele.
Fonte e fotos: Ascom/SEPAq

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Siga o ParagoNews

Minha lista de blogs