quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Polícia Civil desarticula esquema de tráfico de drogas em Paragominas

 A Polícia Civil prendeu, por envolvimento em tráfico de drogas, David Rocha dos Santos, que foi flagrado, no momento em que comercializava pedras de óxi de cocaína, no bairro Jaderlândia, em Paragominas, nordeste do Estado. A captura do acusado ocorreu após levantamentos realizados por investigadores da Seccional Urbana do município. Os policiais civis apuraram que David, após deixar a prisão em agosto deste ano, continuou a praticar vendas de entorpecentes.
Só que agora, detalha o delegado Jivago Ferreira, da Seccional de Paragominas, o acusado escondia as drogas no fundo falso de um balde, para tentar não ser descoberto pela Polícia. Mas a equipe policial conseguiu descobrir o esquema do acusado, que acabou flagrado com um total de 21 pedras de óxi de cocaína e ainda R$ 285 em dinheiro da arrecadação com a venda de drogas.
O delegado, que comandou as investigações, explicou que David, por ser reincidente na conduta de tráfico de drogas, voltará à prisão para responder pelo crime em regime fechado. Ainda, conforme o policial civil, o combate ao tráfico de drogas no município atende diretrizes da Superintendência da Região do Rio Capim, sob comando da delegada Bruna Paolucci.
Segundo ela, a Polícia Civil está atuando em duas frentes de trabalho. "Uma delas é a prevenção por meio de palestras e trabalho educativo junto à comunidade e a outra é a repressão ao crime, para não permitir que traficantes continuem a vender drogas livremente", asseverou. Participaram da operação a delegada Ariane Magno, escrivães Ivar Araújo e Cibelle Vilar, e investigadores Andreza Silva e Raimundo Carlos Prestes.

Lei Antifumo entra em vigor na próxima semana

Entra em vigor na próxima quarta-feira (3) a Lei Antifumo que proíbe, entre outras coisas, fumar em locais fechados, públicos e privados, de todo o país. Para especialistas, a medida é um avanço no combate ao hábito de fumar. Pouco mais de 11% da população brasileira são fumantes. No Dia Nacional de Combate ao Câncer, comemorado hoje (27), a informação vem reforçar as medidas de prevenção da doença.

Com a vigência da Lei 12.546, aprovada em 2011 mas regulamentada em 2014, fica proibido fumar cigarrilhas, charutos, cachimbos, narguilés e outros produtos em locais de uso coletivo, públicos ou privados, como hall e corredores de condomínio, restaurantes e clubes, mesmo que o ambiente esteja parcialmente fechado por uma parede, divisória, teto ou até toldo. Se os estabelecimentos comerciais desrespeitarem a norma, podem ser multados e até perder a licença de funcionamento.

A norma também extingue os fumódromos e acaba com a possibilidade de propaganda comercial de cigarros até mesmo nos pontos de venda, onde era permitida publicidade em displays. Fica permitida a exposição dos produtos, acompanhada por mensagens sobre os males provocados pelo fumo. Além disso, os fabricantes terão que aumentar os espaços para os avisos sobre os danos causados pelo tabaco, que deverão aparecer em 100% da face posterior das embalagens e de uma de suas laterais.

Será permitido fumar em casa, em áreas ao ar livre, parques, praças, em áreas abertas de estádios de futebol, em vias públicas e em tabacarias, que devem ser voltadas especificamente para esse fim. Entre as exceções também estão cultos religiosos, onde os fiéis poderão fumar, caso isso faça parte do ritual.

Nas Américas, segundo a Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), 16 países já estabeleceram  ambientes livres de fumo em todos os locais públicos fechados e de trabalho: a Argentina, Barbados, o Canadá, Chile, a Colômbia, Costa Rica, o Equador, a Guatemala, Honduras, a Jamaica, o Panamá, Peru, Suriname, Trinidad e Tobago, o Uruguai e a Venezuela.

Dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca) mostram que cerca de 90% dos casos de câncer de pulmão, o mais comum de todos os tumores malignos, estão relacionados ao tabagismo. A instituição estima que em 2012 foram diagnosticados mais de 27 mil novos casos da doença, considerada “altamente letal”.

Segundo o epidemiologista e consultor médico da Fundação do Câncer, Alfredo Scaff, o hábito de fumar está ligado não só a cânceres no aparelho respiratório, mas também a outros como de bexiga e intestino e pode causar outras doenças, como hipertensão e doenças reumáticas.

“A gente sempre associa o hábito de fumar ao câncer, mas não é só o câncer, são quase 50 doenças que ele pode causar, direta ou indiretamente". Scaff lembrou que os males podem atingir a pessoa que fuma e a que está ao lado, o fumante passivo.

O epidemiologista conta que enquanto no fim da década de 80, uma pesquisa apontou que cerca de 35% da população adulta eram fumantes, esse número hoje gira em torno de 11%. Para ele, essa redução também se deve à legislação, que impede que as pessoas fumem em qualquer lugar, e às limitações de propaganda. “A entrada em vigor da Lei Antifumo vai limitar o lugar onde a pessoa pode fumar, isso já não permite que ela fume a todo momento. Só para lembrar, um tempo atrás, você podia fumar em avião, no ambiente de trabalho, dentro do cinema, em qualquer lugar podia puxar o cigarro”.

O especialista alerta que as pessoas precisam entender que o hábito de fumar é um vício, uma doença que precisa de tratamento. Ele ressalta que a rede pública disponibiliza em todo o Brasil medicamentos e insumos necessários para quem quer parar de fumar.
(Agência Brasil)

Bombeiros de Paragominas participam de Ação Social.

       
No último dia 22 de novembro na cidade de Paragominas, mais especificamente na Escola Municipal Roberto Fernandes, localizada no bairro Jardim Atlântico, nas proximidades do 1º SGPA, foi organizado a “Ação Bombeiro” em parceria com o SESI. O evento atendeu a comunidade do bairro local e adjacentes oferecendo serviços básicos para toda sua população. E o Corpo de Bombeiros Militar do Pará (CBMPA), em comemoração aos seus 132 anos participou ministrando palestras, distribuição de kit Gás e fazendo o cadastramento da comunidade.

       
O evento foi organizado pelo Serviço Social da Indústria (SESI) de Paragominas. O mesmo estava dando início a sua 4ª Ação de Cidadania, que ocorreu somente no último sábado, com a participação dos órgãos da segurança pública (CBMPA, PMPA e PC), do judiciário (Ministério Público Estadual), da Saúde (Secretaria Municipal de Saúde) e da Educação. O evento iniciou às 9h, após a inauguração de um Posto de Saúde no bairro, e terminou às 15h.
A participação do CBMPA se deu com a ministração de palestras de prevenção contra incêndio e acidentes domésticos. A mesma foi ministrada pelo 1º SGT BM Rosaldo (Palestra de Acidentes Domésticos) e o 2º SGT BM J. Eduardo (Prevenção Contra Incêndio). Também foi feita a distribuição do kit Gás, que foi encaminhado a nossa unidade pela Diretoria de Serviços Técnicos (DST) para ser justamente distribuída a comunidade da região que este quartel cobriu. 
       
As orientações que foram repassadas ao 1º SGPA pelo CAT para a distribuição dos kits foram seguidas à risca. As mangueiras do gás de cozinha, que compôs o kit, foram distribuídas e as usadas serão encaminhadas a DST. No final de cada palestra foi feito o cadastramento de cada pessoa para ser também enviada a Belém.
       
Ao final foram feitos os agradecimentos por parte dos militares e da comunidade. Também foram feitos os agradecimentos a diretora Malúzia, do SESI Paragominas, pelo convite a ela estendido até o 1º SGPA para participação neste evento onde aproxima cada vez mais a nossa Corporação a Sociedade, fazendo com que a mesma conheça os nossos serviços.
                                                                   
Textos e Fotos: 1º SGPA – Paragominas.

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Sead abre licitação para concurso da PM/PA

A Secretaria de Administração do Estado do Pará (Sead/PA) iniciou, nesta terça-feira (25), o processo de escolha da entidade que vai organizar o próximo concurso para a Polícia Militar do Pará, para os quadros de soldado, oficial combatente e oficial da área da saúde.
Foi aberta a fase de habilitação da licitação referente à Concorrência Pública nº 001/2014. Apenas duas organizadoras se apresentaram para habilitação: a Inaz Concursos do Pará, que se fez representar por pessoa credenciada, e a Funcab – Fundação Carlos Bittencourt, do Rio de Janeiro, que mandou sua proposta pelos Correios.
A Comissão de Licitação vai analisar os documentos apresentados pelas entidades e, nos próximos dias, através do Diário Oficial do Estado, indicará se as mesmas estão habilitadas ou não nesta fase do processo de concorrência.
Após a habilitação, ocorrerá o julgamento das propostas técnica e de preço. 
(Diário do Pará)

Desarticulado esquema de tráfico de drogas em Paragominas

Esquema foi descoberto após prisão de reincidente por tráfico. Com ele foram apreendidas drogas e dinheiro

A Polícia prendeu David Rocha dos Santos, no momento em que comercializava pedras de óxi de cocaína, no bairro Jaderlândia, em Paragominas, nordeste do Estado. Segundo investigações, após deixar a prisão em agosto deste ano, o acusado continuou a praticar vendas de entorpecentes.
Segundo informou o delegado Jivago Ferreira, da Seccional de Paragominas, ele escondia as drogas no fundo falso de um balde, para não ser descoberto pela polícia. Mas a equipe policial conseguiu descobrir o esquema do acusado, que acabou flagrado com um total de 21 pedras de óxi de cocaína e ainda R$ 285 em dinheiro da arrecadação com a venda de drogas.
Foto: Polícia Civil ParáFoto: Polícia Civil Pará
O delegado que comandou as investigações explicou que por ser reincidente na conduta de tráfico de drogas, voltará à prisão para responder pelo crime em regime fechado. Ainda, conforme o policial civil, o combate ao tráfico de drogas no município atende diretrizes da Superintendência da Região do Rio Capim, sob comando da delegada Bruna Paolucci.
A delegada explica que a polícia está atuando em duas frentes de trabalho. 'Uma delas é a prevenção por meio de palestras e trabalho educativo junto à comunidade e a outra é a repressão ao crime, para não permitir que traficantes continuem a vender drogas livremente', afirmou.

Carro roubado em Alagoas é recuperado em Ipixuna do Pará


Homem que se identificou como proprietário do veículo apresentou documento com sinais de falsificação. (Foto: Divulgação/PRF)Homem que se identificou como proprietário do veículo apresentou documento com sinais de falsificação. (Foto: Divulgação/PRF)
Um veículo roubado no estado de Alagoas foi recuperado nesta segunda-feira (24) durante uma fiscalização da Polícia Rodoviária Federal (PRF) na BR-010, em Ipixuna do Pará, no nordeste do estado. De acordo com a PRF, o condutor do veículo foi abordado no km 229 e quando verificou-se o chassi co carro, constatou-se que havia registro de roubo no dia 3 de outubro deste ano, no município de Boca da Mata.
Além disso, o homem que se identificou como proprietário do veículo e entregou aos agentes da PRF um Cerificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) que apresentava sinais de falsificação. Indagado sobre a posse do veículo roubado, o homem afirmou que havia adquirido o veículo em Marabá havia duas semanas, através de troca por um outro veículo avaliado em R$ 43.000,00 tendo pago mais R$6.500,00 em dinheiro.
Caracterizados os crimes de receptação, falsificação de documento público carro foi apreendido e juntamente com o condutor, encaminhados para a delegacia de Polícia Civil local, aonde foi instaurado inquérito policial para apuração do crime.

Centro vai mediar conflitos em Paragominas


Cejusc da Comarca é o primeiro instalado fora da capital

Mesa oficial da solenidade no Fórum de Paragominas
O Tribunal de Justiça do Pará instalou, na manhã desta segunda-feira, 24, no Fórum de Paragominas, o Centro Judiciário de Solução de Conflito e Cidadania (Cejusc), daquela comarca. A solenidade foi presidida pela desembargadora Maria de Nazaré Saavedra, corregedora do Interior, que representou a presidente do TJPA, desembargadora Luzia Nadja Nascimento.
Os Centros Judiciários de Solução de Conflito e Cidadania atuam em prol da mediação e conciliação de conflitos, ajudando a resolver conflitos de maneira mais célere, ao mesmo tempo em que desafogam o judiciário. Paragominas é o primeiro município a receber o Centro no interior. Em Belém, há três Cejusc: um na Casa da Justiça e Cidadania, que trabalha com questões pré-processuais; e outro que atua em causas processuais, junto às Varas de Família, e o terceiro, que funciona na Faculdade Metropolitana da Amazônia (Famaz).
O trabalho dos Centros é coordenado pelo Núcleo Permanente de Mediação e Conciliação (Nupemec), que tem à frente a desembargadora Dahil Paraense, também presente na cerimônia de instalação do Cejusc de Paragominas.
“Este Centro será o nascedouro de inúmeras soluções de conflito. Com a utilização das técnicas da mediação e conciliação, diversas ações judiciais serão evitadas ou finalizadas, diminuindo o número de demandas em curso e contribuindo para a melhoria da atividade judicial “, enfatizou a desembargadora Nazaré Saavedra, durante a instalação do Cejusc. Segundo a magistrada, além de criar na comarca mais uma estrutura na organização administrativa-judiciária, o TJPA promove a “difusão da cultura da conciliação”, conforme orientação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).
O Cejusc-Paragominas será coordenado pela juíza Shérida Pacheco Bauer, titular da 4ª Vara de Paragominas. Além dela, também participaram da cerimônia de instalação do Cejusc, o juiz titular da 1ª Vara e diretor do Fórum de Paragominas, Luiz Otávio Oliveira Moreira; o prefeito de Paragominas, Paulo Pombo Tocantins; Edney Hernan Medeiros Quaresma, diretor geral da Famac-Unopar, instituição de ensino que assinou termo de cooperação com o TJPA; e alunos dos cursos de Serviço Social, Pedagogia e História receberão cursos de capacitação para atuares como mediadores e conciliadores do Cejusc/Paragominas.
Fonte: Coordenadoria de Imprensa
Texto: João Vital
Foto: Secult/Paragominas /

sábado, 22 de novembro de 2014

Defensoria procura prédio para instalar nova sede em Paragominas

O antigo prédio da Defensoria Pública em Paragominas já não oferece condições de atendimento


Dos dias 25 a 27 deste mês, O defensor público geral do Estado, Luís Carlos de Aguiar Portela, e o diretor de Interior da Defensoria, defensor público Daniel Lobo, estarão no Núcleo Regional do Rio Capim, em Paragominas, de 25 a 27 deste mês. Na cidade eles devem procurar e avaliar imóveis que ofereçam melhores e mais modernas condições de trabalho para os defensores e servidores, além de um maior conforto no atendimento aos assistidos, para que ali seja instalada nova sede do órgão. O prédio atual já não permite ser adaptado aos padrões necessários, que exigem espaços para salas de reuniões amplas, gabinetes individualizados e ambientes adaptados aos portadores de necessidades especiais. (Com informações da Ag. Pará)

segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Hospital Regional em Paragominas realizou quase 150 cirurgias em três meses

O atendimento especializado disponibilizado pela equipe multiprofissional do Hospital Regional Público do Leste (HRPL), em Paragominas, no nordeste paraense, salvou a vida do paciente Manoel Franco da Silva, 41 anos, solteiro, proveniente do município de Ipixuna do Pará, ao dar entrada no hospital, pelo atendimento do SAMU que encaminhou a vítima de ferimento de arma branca para o hospital regional.em caráter emergencial.

Estado grave, ele passou por uma cirurgia de emergência,  exploratória abdominal, sendo realizada nefrectomia esquerda (retirada do rim), devido o trauma lesionar em um dos rins. Passado a gravidade, Manoel Franco, comemora o resultado final do atendimento e acredita que não sobreviveria se não houvesse o HRPL com toda a estrutura de assistência de média e alta complexidade, equipamento de última geração e profissionais altamente capacitados.

Agradecido, ele  não vê a hora de voltar ao convívio de sua família, em Ipixuna que faz parte do 5° Centro Regional de Saúde (5° CRS), além de Paragominas, Aurora do Pará, Capitão Poço, Dom Elizeu, Garrafão do Norte, Irituia, Mãe do Rio, Nova Esperança do Piriá, São Miguel do Guamá, Santa Maria e Ulianópolis.

 Manoel Franco foi um dos 145 pacientes que passaram por procedimento de cirurgias no HRPL entre agosto e outubro deste ano. Outros dados revelam a importância e a dimensão do atendimento médico do HRPL naquela região: foram 259 internações na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), que possui 20 dos 80 leitos do hospital; 217 internações de várias especialidades e 641 atendimentos no ambulatório e setor de Pronto Atendimento. Mas, para garantir a qualidade no atendimento, foram realizados 127 cursos aos colaboradores do hospital, nesse período também.

Para o diretor de Enfermagem, Clovis Guse, o HRPL pratica uma gestão que promove o cuidado humanizado aos pacientes, visando atender todas as necessidades. “Atendemos os usuários como seres biopsicossociais e não apenas como portador de uma doença. Oferecemos ainda acompanhamento psicológico, assistência social, serviço médico e de enfermagem especializado, serviço de nutrição e dietética, além da assistência segura livre de infecção hospitalar”, pontuou o enfermeiro.

Mas, ele observa que para obter acesso ao atendimento do HRPL, inicialmente o usuário tem que ser habitante  de um dos municípios pactuados do 5° CRS, passar por avaliação da central de regulação do município e/ ou ser encaminhado pelo Hospital Regional ou encaminhado pelo SAMU. “Mas outras situações podem ser analisadas para atendimento”, disse Clovis, lembrando, no entanto, que o HRPL não é um hospital de abertas. O atendimento oferecido é de média e alta complexidade.

Com a responsabilidade de garantir atendimento para cerca de 500 mil pessoas de 11 municípios da região do Capim, o HRPL dispõe de 80 leitos em Unidade de Terapia Intensiva (UTI), Urgência/Emergência, com uma estrutura para atendimento em clínica médica, cardiologia, clínica cirúrgica, endocrinologia, mastologia, neurocirurgia/neurologia, anestesiologista, ginecologia, urologia/oncologia e traumatologia/ortopedia. Todos esses serviços têm suporte de apoio diagnóstico e terapêutico com análises clínicas, raios-x, tomografia, , ultrassonografia, holter, eletroencefalograma, eletrocardiograma, ecocardiograma e Mapa.

Serviço:?O HRPL fica na rua Adelaide Bernardes S/N, bairro Nova Conquista, em Paragominas. Mais informações pelos fones: (91) 3739-1046, 3739-1253 e 3739-1102.

Defensores Públicos realizam mutirão em Paragominas

IMG-20141114-WA0012
Na semana passada, a Defensora Eliana Magno, juntamente com o Dr. Alan Damasceno, realizaram em Paragominas, um mutirão, onde foram analisados cerca de 300 processos criminais. A programação ainda contou com o apoio do Coordenador da Regional, Dr. Diogo Eluan.

Para a Defensora Eliana, o trabalho realizado foi importante para a população local. “Esse mutirão foi de grande importância, pois visa colocar em ordem os processos existentes na vara de execução penal de Paragominas, atendendo a população com mais presteza e celeridade”, destacou.
“Esse mutirão foi realizado com um grande esforço da Dr. Eliana Magno que mesmo cumulando todos os procedimentos criminais sozinha de toda Paragominas, se dedicou de sobremaneira trabalhando até altas horas juntamente como o Dr. Alan Damasceno, na tentativa da melhor maneira solucionar todos os processos existentes”, avaliou do Coordenador da Regional, Dr. Diogo Eluan.
IMG-20141114-WA0011
Para a presidente da ADPEP “este trabalho realizado pelos defensores, representa o esforço, na tentativa de suprir a ausência de Defensores Públicos suficientes para atender a demanda, portanto, só temos a parabenizar a iniciativa e com certeza quem ganha é a população”.

quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Polícias Civil e Militar capturam foragido de Justiça do Estado do Acre em Ananindeua


As Polícias Civil e Militar prenderam, nesta segunda-feira, 10, em Ananindeua, na Grande Belém, em cumprimento a mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça do Estado do Acre, Marcelo Cosmo de Oliveira, de 31 anos. Ele é condenado à pena de 13 anos de reclusão pelo crime de tentativa de latrocínio - roubo seguido de tentativa de homicídio.
Marcelo foi localizado, pela equipe comandada pelo delegado Jacob Cunha, com o apoio da guarnição do cabo PM Jairo. Uma denúncia feita por meio do Disque-Denúncia levou a equipe policial até o paradeiro do foragido, no conjunto residencial Roraima-Amapá, situado no bairro do Curuçambá, em Ananindeua. Ali, Marcelo Oliveira foi localizado. “Ele estava com mandado de prisão em aberto decretado pela Justiça do Estado do Acre.
A pena de 13 anos de prisão foi iniciada em 2003, mas Marcelo fugiu do Acre, em 2007, e veio para Belém”, detalha o delegado. Em 14 de janeiro deste ano, foi expedido novo mandado de prisão contra ele pela Justiça do Pará. Agora o preso vai ser encaminhado ao Sistema Penitenciário, onde deverá aguardar manifestação do Poder Judiciário.

Pará terá seleções para policiais e bombeiros

Pará terá seleções para policiais e bombeiros (Foto: Arte/DOL)
(Foto: Arte/DOL)















As polícias civil, militar e o Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Pará irão oferecer mais de 3 mil vagas para os níveis médio e superior. Os editais de licitação que irão definir as empresas organizadoras dos concursos deverão ser publicados em breve.
Polícia Civil - A seleção terá a oferta de 650 vagas, das quais 150 para delegados, 300 para investigador, 180 para escrivão e 20 para papiloscopista. Para este certame, as remunerações vão de R$ 4.185 a R$ 10.062,50.
Corpo de Bombeiros Militar - o número de vagas ofertadas será de 235, das quais 200 para soldado e 35 para oficiais. As remunerações vão de R$ 2.461,60 (para soldados) a R$ 5.489,43 (oficiais).
Polícia Militar - A coorporação abriu processo de licitação para escolha da organizadora de concurso, o qual irá ofertar 2.194 vagas de níveis médio e superior. A empresa escolhida deverá ser anunciada no final mdo mês de novembro e a expectativa é que o edital saia ainda este ano.
As 2.194 oportunidades serão divididas nos seguintes cargos: 2.000 soldados, 160 oficiais militares, 26 oficiais de saúde e 8 vagas para o quadro complementar.
As remunerações para soldado são de R$2.461,60 e para oficiais de R$5.489,43.
Último concurso
O certame disponibilizou 2.180 vagas em 2012, as provas aconteceram em quatro etapas: avaliação de conhecimentos, avaliação de saúde, aptidão física e avaliação psicológica.
A prova objetiva teve 60 questões distribuídas nas disciplinas de Língua Portuguesa, Matemática, História e Geografia. Para avançar para a segunda etapa, era necessário acertar metade da prova.
(DOL com informações dos sites Folha Dirigida e AprovaConcursos)

terça-feira, 11 de novembro de 2014

Polícia Civil prende acusado de tentativa de homicídio em Concórdia do Pará

 A Polícia Civil de Concórdia do Pará, nordeste do Estado, prendeu na última quinta-feira, dia 6, Paulo Almeida, acusado de tentativa de homicídio após disparar contra uma criança de 1 ano e 4 meses, na comunidade Nova Esperança, zona rural do município. Ele foi preso em sua residência que fica a cerca de 2 km da casa da vítima, em um local de difícil acesso.
A prisão foi efetuada pelo delegado Jean Sergio Alves, investigadores Aderito e Oscar e escrivão Ney. O acusado está preso à disposição da justiça.

Campanha de prevenção ao câncer é realizada em Paragominas

Campanha de prevenção ao câncer é realizada em Paragominas
O Hospital Municipal de Paragominas realiza no sábado (8), de 8h às 14h, uma ação de prevenção ao câncer. O objetivo é dar continuidade à campanha de prevenção à doença, iniciada com o Outubro Rosa, voltada para as mulheres, seguida do Novembro Azul, voltado para o público masculino.
Vários serviços serão oferecidos gratuitamente na unidade. A intenção é continuar incentivar a população do sexo feminino a fazer o auto-exame da mama. Os interessados devem levar o cartão SUS e documentos pessoais (RG, CPF ou Certidão de Nascimento).
A Secretaria Municipal de Saúde irá realizar mamografia em mulheres acima de 50 anos, coleta de PCCU (o exame preventivo), teste rápido de HIV e hanseníase, verificação de pressão arterial, além de palestras educativas e sorteio de brindes.

Prefeitura de Paragominas entrega certificado de curso de qualificação profissional do turismo

Mais de 80 pessoas participaram dos cursos ofertados pela Prefeitura, em parceria com o Programa Estadual de Qualificação do Turismo (PEQTur)

Nesta quinta-feira, 13 de novembro, a Prefeitura de Paragominas (PMP), por meio da Secretaria Municipal de Cultura, Turismo, Desporto e Lazer (SECULT) e em parceria com a Secretaria de Estado de Turismo (SETUR), entrega 81 certificados aos concluintes das ações do Programa Estadual de Qualificação do Turismo (PEQTur). A cerimônia será realizada no Teatro Reinaldo Castanheira, do Espaço Cultural, às 8h e contará com as presenças do Prefeito Paulo Tocantins e Secretário de Estado de Turismo, Adenauer Góes, além de demais autoridades e comunidade.

Foram 7 cursos ofertados: Cozinha Regional, Condutor Local de Turismo, Manipulação de Alimentos e Qualidade de Atendimento, voltados aos setores de alimentos e bebidas, Meios de Hospedagem, Gestão Empresarial e Receptivo, voltado para o setor de hotelaria. Os cursos foram coordenados pela SETUR, em parceira com a SECULT e executados pela ABRADESA, com apoio do trade turístico de Paragominas.

Para o Prefeito Paulo Tocantins, Paragominas oferece hoje um serviço de qualidade na área turística, um diferencial das outras cidades do interior do Pará. Segundo ele, os hotéis instalados aqui são prova disto e, cada vez mais o mercado exige qualificação. “O turista está cada vez mais exigente. Aqui em Paragominas o que predomina é o turismo de negócios, portanto, um público que não só exige bom atendimento, mas formador de opinião e que propaga a qualidade do serviço que recebeu. Por isso, o investimento em capacitação profissional é primordial para a expansão da área”, afirma Tocantins.

O secretário de Estado, Adenauer Góes ainda participa de reunião às 14h30, com o Prefeito Paulo Tocantins e trade de turismo local, na Sala de Reunião da Secult, e vai falar sobre a Política Estadual de Turismo, o Plano Ver-o-Pará.

Turismo – De acordo com dados do Conselho Mundial de Viagens e Turismo, o setor contribui com 9,2% do PIB no país, o que equivale a R$ 443,7 bilhões e coloca o país na sexta posição mundialO resultado dessa evolução está explícito em um estudo do Conselho Mundial de Viagens e Turismo (WTTC), de 2013, sobre o impacto do turismo no mundo. De acordo com o levantamento, o setor de viagens e turismo contribuiu com 9,5% para a economia global.  A entidade reúne os maiores empresários da área e coleta informações em 184 países, com análise dos resultados econômicos e projeções para o futuro. Os números do Brasil mostram que o setor apresentou uma contribuição total – que inclui as atividades diretas, indiretas e induzidas do turismo - de 9,2% do PIB, o equivalente a US$ 205,6 bilhões (ou R$ 443,7 bilhões de reais) gerados.

segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Paraenses usam criatividade para transformar o lixo


A estudante universitária Paola Histark mora em Paragominas, sudeste do Pará - um município que produz 70 toneladas de lixo por dia. Pensando neste volume de material descartado, a jovem resolveu mudar seus hábitos e, há 3 anos, criou um sistema de coleta de lixo orgânico dentro de casa. O material armazenado vira adubo, que contribui para o crescimento do jardim da estudante. "Se cada um fizesse a sua parte, diminuiria a emissão de gases causadores do efeito estufa. Já seria de grande ajuda", releva a jovem.
De acordo com a prefeitura do município, o serviço de coleta de lixo em Paragominas é feito por empresas terceirizadas, que retiram o material e 36 bairros. Em alguns locais, o caminhão chega a passar três vezes por semana. De acordo com o secretário de Saneamento, porém, é preciso que a população seja parceira para garantir que as ruas fiquem limpas. "O lixo domiciliar é obrigação da prefeitura, e o entulho é obrigação de quem gera este lixo", pontua Odilson Picanço.
Para o comerciante Evandro Silva, que mora em Marituba, na Região Metropolitana de Belém, o lixo é fonte de renda. Ele coleta o material das ruas e, além de contribuir para a reciclagem, também consegue uma renda extra. "Vendi lixo e faturei R$ 130, mas costuma dar uma faixa de 80 a 100 reais", revela.
Além de iniciativas como a de Evandro, a prefeitura de Marituba informou que trabalha com coleta de lixo programada, e que conta com a ajuda da comunidade para manter a cidade limpa.

Cooperativa
Moradores do bairro da Terra Firme, em Belém, perceberam o potencial do lixo e fundaram, há 9 anos, uma cooperativa de catadores que, além de modelo de negócio para seus 30 trabalhadores, também dá lições de cidadania e respeito ao meio-ambiente. "No início (a idéia era) era fazer uma renda para as pessoas que não tinham emprego na Terra firme. Hoje a gente sabe que a nossa responsabilidade é muito maior, daí fazer a conscientização das pessoas com relação ao meio ambiente", explica Jonas de Jesus.

Segundo Jonas, a cooperativa atua principalmente na bacia do Tucunduba, mas também consegue coletar materiais em Nazaré, Batista Campos e na Marambaia. "A pessoa liga e a gente vê a possibilidade de ir buscar", conta o catador, que enxerga tudo como matéria-prima: "Plástico, papelão, sucata. Todo material tem aproveitamento, contanto que se faça uma selelçao dele e encaminhe novamente para a indústria", define.

Serviço: O telefone de contato da cooperativa é 98719-3744 e 98134-1454.

Invista no verde para tirar sua fazenda do vermelho


revista_boi_paragominas (Foto: Rogério Albuquerque / Editora Globo)

Aprodução sustentável no Brasil multiplica-se de norte a sul do país, inspirando agricultores e pecuaristas a adotar boas práticas sociais, econômicas e ambientais para aumentar
sua produtividade e conservar a terra . As equipes de GLOBO RURAL, revista e TV, percorreram várias regiões do país para encontrar produtores que mudaram totalmente o manejo, a gestão e o astral de suas propriedades, conciliando produção e respeito à natureza.
revista_pecuarista_paragominas (Foto: Rogério Albuquerque / Editora Globo)

Da lista negra à sustentabilidade
Criadores do Pará recuperam áreas de floresta, melhoram o manejo do gado e elevam a produtividade dos rebanhos

No primeiro encontro que teve com pecuaristas e agricultores de Paragominas (PA), numa noite quente de agosto de 2009, o biólogo Ricardo Rodrigues foi chamado de louco. E expulso da reunião. Pesquisador renomado, ele havia sido convidado pela prefeitura do município paraense para uma tarefa espinhosa: elaborar um plano para recuperar áreas de floresta nativa em uma das regiões com maior volume de desmatamento do Brasil. Dito de outra forma, o biólogo teria de convencer uma plateia de grandes fazendeiros da Amazônia a substituir pastos e lavouras por mata. Uma missão que, naquele momento, “soava mesmo como uma coisa de doido”, admite.
A repulsa dos produtores estava ligada à história e à cultura da região. Repetindo o roteiro de boa parte da Amazônia, a ocupação de Paragominas ganhou força nos anos 1960 e 1970, com a chegada de pecuaristas e madeireiros do Sul e Sudeste do Brasil. Gente que cruzava o país em busca de terra barata, crédito farto e incentivos públicos para instalar as novas fazendas e serrarias. Naquele contexto, muitos dos pioneiros faziam as derrubadas de maneira descontrolada e sem respeito às regras do Código Florestal.
revista_mapa_paragominas (Foto: Rogério Albuquerque / Editora Globo)
Com a expansão de pastos, rebanhos e negócios, ao longo dos anos 1980 e 1990, Paragominas se firmaria como grande polo da pecuária da Amazônia. E também como um dos líderes do desmatamento no país. O avanço acelerado sobre a mata só seria freado em 2008, quando Paragominas foi incluída na lista dos municípios que mais destroem a floresta amazônica – a temida “lista negra” do Ministério do Meio Ambiente. A fiscalização apertou, serrarias foram fechadas, fazendas de gado, multadas.
O pecuarista Mauro Lúcio Costa, atual presidente do Sindicato dos Produtores Rurais, explica que, com o município na lista, os criadores ficaram “sem crédito em banco”. Além disso, fazendas e frigoríficos “começaram a enfrentar barreiras para vender os seus produtos, principalmente para o mercado internacional”.
Mas esse período de tensão e dificuldades “já virou coisa do passado”, garante o pecuarista Lourival Del Pupo, de 66 anos. Olhando para a sua boiada da raça nelore, ele afirma que hoje “tem orgulho” de criar gado em Paragominas. Proprietário da Fazenda Santa Maria, de 3.200 hectares, Del Pupo é de uma família que veio do Espírito Santo. “Nós sofremos nos últimos anos, passamos por muitas dificuldades. Mas, graças a uma série de medidas, a situação atual da pecuária já é muito diferente.”

domingo, 9 de novembro de 2014

Paragominas promove curso para adoção

Juíza Shérida Bauer durante palestra em Paragominas
A 4ª Vara da Infância da Comarca de Paragominas promoveu, no período de 3 a 7 deste mês, curso para pretendentes á adoção. A capacitação é uma das exigências legais para quem pretende inscrever-se no cadastro de adotantes daquela Comarca, e contou com a participação de 50 inscritos.
 
“Trata-se de uma demonstração de que a sociedade está cada vez mais interessada em adotar, o que configura um ato de amor ao próximo e, certamente, modificará para sempre a vida de crianças e adolescentes que precisam de uma família substituta e de um lar saudável para se desenvolverem”, explicou a titular da Comarca de Paragominas, juíza Shérida Pacheco Bauer.
 
O evento contou com o apoio da equipe psicossocial que atua no Fórum de Paragominas e de parceiros integrantes da rede de proteção da infância e juventude do município.
Fonte: Coordenadoria de Imprensa 
Texto: Nara Pessoa

sexta-feira, 7 de novembro de 2014

Globo Rural traz reportagem especial sobre Paragominas

Globo Rural (Foto: Divulgação | TV Integração)
O Globo Rural deste domingo apresenta uma reportagem que conta como o município de Paragominas, no Pará, conseguiu sair da lista negra do Ministério do Meio Ambiente. Contando com o apoio da prefeitura na hora de fazer o cadastramento ambiental rural, os produtores agropecuários se comprometeram com o Ministério Público a recuperar as áreas devastadas de suas propriedades. Sair desta lista negra implicou em mudanças como o direito a créditos nos bancos oficiais e a credibilidade com os consumidores mundiais.

Para se adequar às regras legais e também aumentar a produção, os proprietários rurais contaram com o apoio do Projeto Pecuária Verde, que já é referência como modelo de criação de gado para toda a Amazônia. O projeto é uma iniciativa do sindicato rural e conta com o apoio da Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" (ESALQ). O Pecuária Verde orienta os produtores na recuperação do meio ambiente, no uso de técnicas básicas, porém eficientes, da criação do rebanho e ainda na exploração comercial e consciente das áreas de mata recuperada. A reportagem é de Vico Iasi.

quinta-feira, 6 de novembro de 2014

PRF flagra passageira de ônibus com 30kg de maconha em Ipixuna do Pará

Flagrante ocorreu na noite da última terça-feira (4). Passageira foi abordada durante fiscalização de rotina.



Do G1 PA
Droga apreendida foi encaminhada para a Delegacia da Polícia Civil do município. (Foto: Divulgação/PRF)Droga apreendida foi encaminhada para a Delegacia da Polícia Civil do município. (Foto: Divulgação/PRF)













A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu na noite da última terça-feira (4) uma passageira de um ônibus interestadual que transportava cerca de 30 quilos de maconha durante uma fiscalização de rotina no km 229 da BR-010, em Ipixuna do Pará, no nordeste do estado.
De acordo com a PRF, foram encontrados no bagageiro do veículo duas malas com 33 tabletes da droga. Em depoimento, a mulher de 27 anos disse que foi contratada em Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul, para realizar o transporte do entorpecente até a capital paraense. Por isso, ela receberia R$ 3 mil.
A passageira foi presa por tráfico de entorpecentes e a droga foi encaminhada para a delegacia de Polícia Civil em Ipixuna. Um inquérito policial foi instaurado para investigar o envolvimento de outras pessoas com esse flagrante.

terça-feira, 4 de novembro de 2014

ABAL apresenta política industrial do alumínio para o Estado do Pará

O documento será entregue nesta terça-feira, 04, pelo presidente executivo da entidade, Milton Rego, ao titular da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico e Incentivo à Produção (Sedip), David Leal

A indústria do alumínio tem exercido papel fundamental no incremento da economia e geração de emprego e renda no Brasil. Em 2013, o setor atingiu faturamento na ordem R$ R$ 48,8 e foi responsável por gerar mais de 500 mil empregos diretos e indiretos. Mesmo diante desse desempenho, o segmento passa, atualmente, por uma crise que tem levado à redução da produção e do investimento e ao aumento expressivo das importações. Com o objetivo de apresentar estratégias e novos incentivos à cadeia do alumínio, o presidente executivo da ABAL (Associação Brasileira do Alumínio), Milton Rego, reúne nesta terça-feira, 04, com o titular da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico e Incentivo à Produção (Sedip), David Leal, a fim de apresentar a “Proposta de uma política industrial para o setor do alumínio”. 

O documento  traz análises detalhadas do atual cenário do setor e sugestões para reverter o claro cenário de perda de competitividade e desindustrialização do setor. Entre as soluções apontadas, estão a implementação de várias medidas, como uma política comercial; política energética voltada ao desenvolvimento industrial; política de apoio à reciclagem; me­didas para reduzir o custo do investimento; incentivo ao desenvolvimento tecnológico; formação de capital humano e redução de custos trabalhistas; política mineral; polí­tica de compras do Estado; além de questões estruturais e regulatórias que afetam toda a indústria.

Milton Rego ressalta que se as medidas forem adotadas, será possível resgatar a competitividade do setor e assegurar o avanço balanceado de toda cadeia produtiva, recuperando a produção primária e mantendo o que já foi investido na etapa de transformação. “Com a recuperação da rentabilidade dos negócios, virão os investimentos e o aumento da produtividade, a indústria poderá manter os empregos e promover a geração de novos postos de tra­balho e de riquezas para o Brasil”, destaca. No Pará, essa política será fundamental. A balança comercial paraense registrou, em 2013, uma participação de 4,8% do alumínio, de 1,7% da bauxita e 7,1% da alumina calcinada. 

O executivo enfatiza, ainda, que a adoção de uma política industrial criará um contexto favorá­vel aos investimentos no setor, oferecendo condições para que a indústria do alumínio absorva o crescimento do consumo de metal projetado para os próximos anos. “Com as novas medidas, o setor deve propiciar investimentos adicionais de R$ 21 bilhões em toda a cadeia produtiva até 2025, com arrecadação de R$ 830 milhões por ano e consequente criação de 90 mil novos postos de trabalho”, afirma.

Considerado, um metal bastante versátil e com características que conferem modernidade, os produtos fabricados com alumínio são utilizados em importantes segmentos econô­micos, como embalagens, transportes, construção civil, geração, transmissão e distribuição de energia, além de estarem presentes em uma ampla variedade de bens de consumo e equipamentos em geral. No Brasil, o consumo doméstico de produtos de alumínio cresceu na última década a uma taxa média anual de 8%, como resultado do desempenho econômico do país e pelo aumento da renda da população.

Após a audiência com o secretário David Leal, o presidente Milton Rêgo seguirá na quarta-feira (05) para Barcarena, onde visitará as áreas operacionais da Albras e da Hydro Alunorte. Na quinta-feira (07) a agenda será finalizada com visita à Federação das Indústrias do Estado do Pará (Fiepa).

Siga o ParagoNews

Minha lista de blogs