segunda-feira, 18 de abril de 2016

Safra 2016 promete ser uma das melhores em Paragominas

A colheita começa no próximo mês de maio

Depois de um período longo de estiagem – Paragominas amargou mais de 4 meses sem uma gota de chuva, no segundo semestre do ano passado, agricultores do município aguardam safra record para 2016. A colheita começa no próximo mês de maio.

A culpa é da estiagem? Do El Niño! O fenômeno meteorológico assustou agricultores de Paragominas e de todo o Estado no segundo semestre de 2015, pois temiam que a estiagem prejudicasse o plantio. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), a redução das chuvas estava prevista até janeiro de 2016 e em cerca de 90% dos municípios paraenses. O período de seca prolongado, além de atrasar o início do plantio, que, normalmente começa em dezembro, gerou dúvida nos produtores que tiveram dificuldade em começar a plantar. Geralmente, o clima na região é bem definido.

Segundo o produtor de grãos, Flávio Carminati, este foi um ano diferente para os agricultores. "Não conseguimos plantar nada em dezembro. Normalmente, terminamos o plantio por volta do dia 10 de fevereiro, mas este ano, isso aconteceu cerca de 20 dias depois e consequentemente atrasará a colheita. Por outro lado, plantamos em um período em que não estava chovendo e o serviço rendeu mais, isso porque as máquinas conseguem andar mais rápido em terra seca", afirma o agricultor.

Para o Secretário Municipal de Agricultura, Breno Colonnelli, os problemas foram pontuais e os prejuízos foram pequenos. "Faltou chuva no início do plantio, por isso, alguns agricultores perderam sementes e tiveram de plantar novamente. Mas, se o clima continuar contribuindo como tem sido até agora (está chovendo bem), nós poderemos ter uma safra melhor do que a do ano passado. Além disso, teremos de 10 a 15% a mais de área plantada de soja em relação à safra 2015", conclui Colonnelli.

Neste contexto, Carminati afirma que a expectativa é que os agricultores tenham a melhor safra de soja dos últimos anos. "As lavouras hoje estão muito boas, se recuperaram bem porque choveu no período em que a planta precisava, e por isso, estão muito bonitas. Se não faltar chuva agora, a safra será muito melhor que no ano passado. Arrisco dizer que a melhor que já tivemos", explicou o produtor.
A região de Paragominas representa o mais importante polo agrícola do estado, sendo o maior produtor de grãos de soja. Nos últimos anos, a produção que era de aproximadamente 73 mil hectares em 2014, aumentou para 122 mil hectares em 2016.

A prefeitura de Paragominas tem buscado diversas alternativas para proteger o agricultor, principalmente contra as intempéries do clima. Exemplo disso foi o “Seguro Safra” para as culturas do milho e da soja, uma grande conquista para os produtores. Além disso, busca também a liberação para ampliar o seguro para outras culturas. Além disso, tem viabilizado a instalação de novas empresas prestadoras de serviço aos produtores e beneficiadoras para facilitar a venda dos grãos.

Para o prefeito de Paragominas, Paulo Tocantins, os benefícios da verticalização da agricultura dentro do município vão além de agregar valor ao produto: geram emprego e renda para a população. "Esta é uma região que está mudando bastante. A cada ano, nosso polo se torna mais importante. Isso atrai novos investimentos e novas empresas interessadas na região. Produzindo e beneficiando o grão aqui na cidade, temos não só a matéria-prima in natura, mas subprodutos dela. A partir disso, da disponibilidade de verticalização, novas empresas são atraídas", conclui Tocantins.
Share

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Siga o ParagoNews

Minha lista de blogs