quarta-feira, 30 de novembro de 2016

MPF quer que diploma em língua estrangeira seja admitido como comprovação de proficiência na área

Ação também pede que Justiça obrigue a UFPA a adotar parâmetros mais objetivos para avaliar proficiência

O Ministério Público Federal (MPF) no Pará pediu à Justiça que obrigue a Universidade Federal do Pará (UFPA) a permitir que possam frequentar as aulas do programa de pós-graduação em Artes os candidatos eliminados por apresentarem diploma de graduação em língua estrangeira para comprovar a proficiência.

Assinada pela Procuradora Regional dos Direitos do Cidadão, Melina Tostes Haber, a ação enviada à Justiça Federal em Belém na última segunda-feira, 21 de novembro, também pede que seja aplicada multa diária de R$ 20 mil à universidade caso a Justiça acate os pedidos do MPF e a decisão judicial seja descumprida.

Apesar de a própria Faculdade de Letras Estrangeiras Modernas da UFPA ter atestado ao MPF que os graduados nos cursos de licenciatura em Letras – Língua Inglesa e Língua Francesa possuem nível avançado de proficiência nessas línguas, a comissão do processo seletivo para a pós-graduação em Artes eliminou os candidatos com diploma de graduação em licenciatura plena em letras com habilitação em línguas estrangeiras.
O MPF também destacou na ação que, apesar de o edital não determinar os parâmetros e critérios objetivos para a avaliação dos exames de proficiência, o processo seletivo atribui nota aos exames dos candidatos.

Para a procuradora da República, essas decisões da comissão de organização do processo seletivo estão "em completo desacordo com as normas constitucionais e infraconstitucionais regentes, especialmente o princípio da igualdade, o princípio da igualdade, o da publicidade e o da segurança jurídica dos atos administrativos".

Além dos pedidos urgentes, o MPF pede à Justiça que, ao final do processo, obrigue que nos próximos concursos a UFPA aceite diploma de graduação em Língua Estrangeira como documento apto a comprovar a proficiência e adote critérios objetivos previamente estabelecidos no edital para avaliar o exame de proficiência. 

 
Processo nº 0032610-34.2016.4.01.3900 - 5ª Vara da Justiça Federal em Belém (PA)

 

Mostra de Pastorinhas será realizada em três unidades do Sesc

As apresentações acontecem nos dias 03, 14 e 20/12.

Em dezembro, o Centro Cultural Sesc Boulevard e as Escolas Sesc Ler Benevides e  Sesc Castanhal apresentam ao público grupos de pastorinhas originários de Belém e Mosqueiro. Apresentações acontecem nos dias 03, 14 e 20/12 e tem entrada franca.




No Sesc Ler Benevides, será apresentada no dia 03/12 (Sábado), às 10h, a Mostra  de  Pastorinhas - Pastorinha Filhos de Santana. No dia 14/12 (Quarta-feira) é a vez da Escola Sesc Castanhal a presentar a Mostra  de  Pastorinhas - Filha de Sion, às 16h. E no dia 20/12 (Terça-feira) o Centro cultural Sesc Boulevard apresenta a Mostra  de  Pastorinhas - Pastorinha Filha de Jerusalém.

  Sobre a Mostra:

Com denominações diferentes em várias cidades brasileiras, no Pará os grupos que encenam os dramas pastoris são conhecidos genericamente como pastorinhas. No Brasil, essas encenações são originárias do processo educativo e de catequese instaurado por ordens religiosas desde o século XVII que, somados à criatividade e elementos das culturas populares, recontam a história do nascimento de Jesus. Em dezembro será apresentado ao público, nas unidades do Sesc, grupos de pastorinhas, que mostrarão seu drama dividido em quadros e entremeados por canções, feito por crianças, jovens e adultos, em um convite para admirar a versão popular para uma das histórias de nascimento mais contadas e conhecidas no mundo.


Serviço:

Centro Educacional Sesc Ler Benevides 
Mostra  de  Pastorinhas - Pastorinha Filhos de Santana 
Data: 03/12/2016
Horário: 10h

Local: Centro Educacional Sesc Ler Benevides (Av Joaquim Pereira de Queiroz, 690 - Presidente Medici)


Escola Sesc Castanhal 
Mostra  de  Pastorinhas - Filha de Sion
Data: 14/12/2016
Horário: 16h

Local: Centro Educacional Sesc em Castanhal (Alameda Royota S/N, ao lado do parque de Exposição Agropecuária)

Centro Cultural Sesc Boulevard
Mostra  de  Pastorinhas - Pastorinha Filha de Jerusalém  
Data: 20/12/2016
Horário: 19h

Local: Centro Cultural Sesc Boulevard (Boulevard Castilhos França, 522 – Campina)

Informações:   (91) 3224-5654 / 3224-5305 (Centro Cultural Sesc Boulevard)  
                        (91) 3724-1800  (Centro Educacional Sesc Ler Benevides)  
                        (91) 3721-1875 (Escola Sesc Castanhal )  

MPF pede suspensão urgente de mais um curso superior ilegal no Pará

Desta vez o pedido é contra a Faetam; nos últimos cinco anos 20 cursos superiores ilegais foram suspensos no Estado 

O Ministério Público Federal (MPF) pediu à Justiça que suspenda com urgência as atividades do curso superior Validação em Teologia da Faculdade de Ciência de Educação Tecnológica da Amazônia (Faetam), com sede em Belém. A empresa não tem licença do Ministério da Educação para promover cursos de nível superior.

Assinada pela Procuradora Regional dos Direitos do Cidadão, Melina Tostes Haber, a ação foi ajuizada na última quinta-feira, 24 de novembro. Além da suspensão imediata das atividades da Faetam, o MPF pede que a Justiça obrigue a empresa a interromper propagandas sobre o curso e a divulgar que não é credenciada para oferecer cursos de graduação e pós-graduação.

Caso a Justiça acate os pedidos urgentes da ação e a Faetam descumpra a ordem Judicial, a procuradora da República pede a aplicação de multa diária equivalente a R$ 1 mil por aluno prejudicado.

Em resposta a questionamentos do MPF, a Faetam disse que atua em parceria com instituições credenciadas. Cobrada a apresentar provas disso, a empresa não respondeu.

Além disso, mesmo se a Faetam tivesse credenciada no MEC, a legislação só permite que os alunos peçam transferência de cursos por meio do chamado “aproveitamento extraordinário de estudos” por solicitação individual, examinada caso a caso, e não com solicitação coletiva feita por uma empresa.

“Tal prática é ilegal e configura terceirização do ensino superior e burla aos atos autorizativos, imprescindíveis para a oferta de cursos de graduação”, critica a representante do MPF.

No total, já são 20 as instituições com cursos irregulares suspensos no Estado desde 2011, quando houve um aumento no número de denúncias feitas ao MPF/PA sobre o problema.

Serviço:
Para saber se uma instituição de ensino é credenciada ou não junto ao MEC:
Para denunciar instituições que estejam atuam de maneira irregular:

Para evitar violência desnecessária contra indígenas, MPF/PA recomenda à PF difusão de boas práticas de negociação


Medida busca evitar desfechos como o da operação Eldorado, de 2012, que resultou na morte de um indígena e em lesões permanentes a vários outros


O Ministério Público Federal (MPF) recomendou à Polícia Federal (PF) no Pará que aumente a divulgação, entre os policiais federais, das práticas relacionadas nas mais recentes normatizações nacionais e internacionais para a atuação policial em situações de crise.

A recomendação destaca que essas práticas podem evitar a violência desnecessária, como a que resultou na morte do indígena Adenilson Kirixi Munduruku e em lesões permanentes a vários outros indígenas durante a operação Eldorado, realizada em 2012 na aldeia Teles Pires, na Terra Indígena Kayabi, em Jacareacanga, no sudoeste do Estado.

O documento também recomenda que o cumprimento de mandados judiciais diretamente relacionados a indígenas ou comunidades tradicionais seja comunicado à Fundação Nacional do Índio (Funai) e ao MPF para casos de necessidade de que essas instituições participem das negociações anteriores à execução dos mandados.

Sobre a difusão das práticas de negociação mais adequadas, o MPF recomenda a comunicação ampla de informações entre a equipe da PF e a realização de cursos de reciclagem ou capacitação quanto a abordagens de aproximação, negociação e outros instrumentos que possam envolver comunidades indígenas e tradicionais.

As várias normatizações citadas na recomendação determinam que o emprego da força só deve ser adotado se estritamente necessário e na medida exigida para o cumprimento do dever policial.

O MPF destaca itens da Declaração das Nações Unidas sobre os Direitos dos Povos Indígenas em que é estabelecido que “não se desenvolverão atividades militares nas terras ou territórios dos povos indígenas, a menos que essas atividades sejam justificadas por um interesse público pertinente ou livremente decididas com os povos indígenas interessados, ou por estes solicitadas”.

“Os povos indígenas têm direito a procedimentos justos e equitativos para a solução de controvérsias com os Estados ou outras partes e a uma decisão rápida sobre essas controvérsias, assim como a recursos eficazes contra toda violação de seus direitos individuais e coletivos. Essas decisões tomarão devidamente em consideração os costumes, as tradições, as normas e os sistemas jurídicos dos povos indígenas interessados e as normas internacionais de direitos humanos”, estabelece outro artigo da declaração citado pelo MPF.

Indenização – Este mês o MPF entrou com ação na Justiça para cobrar da União indenização à comunidade indígena vítima da operação Eldorado. Caso tivesse havido o planejamento apurado e analítico que a situação de crise demandava, com a coleta das informações necessárias, inclusive com representantes dos indígenas, seus conselhos representativos, quanto ao número de pessoas na área, armamentos disponíveis, ânimos dos resistentes e extensão da área, os agentes da operação não teriam usado forças “tão contundentes e desproporcionais”, defende o MPF na ação.

Além da violência física, o MPF ressalta no documento os traumas psicológicos sofridos pela comunidade.


MPF/MA consegue prisão preventiva de empresário acusado de manter esquema de sonegação fiscal no Maranhão e Pará


Roberto Luiz da Silva Logrado causou prejuízo de R$ 173 milhões à Fazenda Pública e está foragido há mais de 80 dias


A pedido do Ministério Público Federal no Maranhão (MPF/MA), a Justiça Federal decretou a prisão preventiva do empresário Roberto Luiz da Silva Logrado, acusado de manter esquema milionário de sonegação fiscal, além do sequestro de seu patrimônio e de familiares, 
até o valor de R$ 173.152.706,56. Como fruto da decisão judicial, já foram bloqueados R$ 8,6 milhões em saldos financeiros e realizada a indisponibilidade de nove veículos registrados no nome família Logrado. O empresário está foragido desde o dia 9 de setembro de 2016, quando foi expedido mandado de prisão preventiva.

O pedido de prisão foi feito pela Procuradoria da República no município de Imperatriz (PRM/Imperatriz), a partir de investigação realizada pelo MPF como desdobramento da Operação “Abatedouro”, ocorrida no ano de 2006. Na operação, a Receita Federal apurou a existência de um grupo econômico formado por sociedades empresariais – Grupo Frisama – que atua no ramo do abate e frigorificação de carne e por meio do qual foi montado esquema de sonegação fiscal nas dependências do Frigorífico do Sudoeste do Maranhão – Frisama, localizado na cidade de Açailândia (MA) e administrado por Roberto Logrado.

As empresas que compõem o grupo Frisama e atuam no Maranhão, são: Frigorífico Açailândia Ltda (Feisama), Frigorífico Industrial Açailândia e Industrial e Comercial de Alimentos Ltda. Já no estado do Pará, foram identificadas as empresas Frigorífico Eldorado Ltda (Friel), Matadouro Eldorado Ltda e Frigorífico Industrial Altamira Ltda, constituídas em nome de “laranjas”.

De acordo com as investigações, o Frisama celebrava contratos fictícios de prestação de serviço com terceiras empresas contratantes. O recolhimento dos tributos deveria ser realizado por essas empresas que, na verdade, eram constituídas no nome de “laranjas”, com exclusivo propósito de sonegar os tributos devidos à Receita Federal. Os dados da Receita mostraram que Logrado chegou a utilizar como administradores pessoas analfabetas, sem bens e com suspeita de que nem sequer existem.

Por meio de fiscalização da Receita Federal foram constatadas diversas irregularidades na atuação do grupo Frisama, tais como: omissão de dados geradores de contribuição previdenciária (a exemplo da remuneração de empregados), movimentação financeira incompatível com a receita bruta declarada pela empresa e movimentação financeira de empresa declarada à Receita como inativa.

No decorrer das investigações, o MPF promoveu pesquisa patrimonial do acusado identificando os terceiros usados para ocultação dos bens pertencentes a Roberto Logrado, sendo eles a ex-esposa do empresário e os três filhos, Jacqueline Santos Logrado, Vitor Santos Logrado e Diego Santos Logrado. Dentre os bens registrados no nome do acusado e família, estão carros de luxo, quinze fazendas localizadas no Maranhão e Pará, além da Faculdade Vale do Aço Ltda, localizada no município de Açailândia (MA).

Atendendo aos pedidos do MPF, a Justiça decretou: a prisão preventiva de Logrado; o sequestro (já cumprido) de nove veículos; apreensão de cotas sociais de 11 empresas localizadas no Maranhão e Pará (dentre elas frigoríficos, empresa de turismo, informática, distribuidora de alimentos e a Faculdade Vale do Aço); apreensão de R$ 173.152.706,56 mantidos por Roberto Logrado e seus três filhos (Jacqueline, Vitor e Diego Logrado), dos quais R$ 8.684.407,43 já foram bloqueados; indisponibilidade de 15 imóveis registrados no nome da família, bem como quebra de sigilo bancário de Logrado, ex-esposa e filhos, e de mais seis empresas integrantes do grupo Frisama.

Qualquer informação sobre a localização do empresário pode ser repassada à Polícia Federal e o número do processo para acompanhamento na Subseção Judiciária de Imperatriz é 3079-15.2016.4.01.3701.

 

Últimos dias para conferir cinema da Pan-Amazônia em Belém

A Amazônia, um dos espaços que mais chama a atenção e promove discussões sobre o futuro da humanidade, é também um espaço de produção cinematográfica, seja em diversos estados brasileiros que fazem parte desse bioma ou nos países da Amazônia internacional. Para difundir e fazer com que os amazônidas tenham acesso a essa produção, a Mostra de Cinema da Amazônia 2016, projeto itinerante que já passou por países da Europa e da América do Sul, está sendo realizada em Belém e 8 cidades do interior tem os últimos dias de exibições nesta semana. "Órfãos do Eldorado", filme carioca de Guilherme Coelho, o boliviano "Our Fight" de Sérgio Pavani e "Antes o Tempo Não Acabava", longa amazonense de Sérgio Andrade e Fábio Baldo são os destaques que fecham essa programação. A Mostra de Cinema da Amazônia 2016 tem o patrocínio do Banco da Amazônia e Griffo Comunicação através da Lei Rouanet.

"Antes o Tempo Não Acabava", filme que fecha a programação nesta quinta-feira, 01 de dezembro, foi premiado como Melhor Longa Metragem do 20º Festival Queer Lisboa, discutindo questões sexuais, culturais e geográficas a partir da história de um índio saretê que deixa sua aldeia na fronteira da Colômbia para viver em Manaus. Os diretores Sérgio Andrade e João Baldo vão participar da programação em um bate-papo sobre a produção do filme antes de sua exibição, no Sesc Boulevard, com entrada gratuita. Já o longa "Órfãos do Eldorado", gravado em Belém, Icoaraci e Manaus, é um reencontro à vida ribeirinha vivida pelo personagem de Daniel de Oliveira. São encontros do passado mas também novas descobertas num drama amoroso que coloca nas telas de cinema não só a vida humana, mas as relações econômicas da Amazônia. O longa é exibido dentro da Mostra de Cinema da Amazônia no dia 30 de novembro.

A Mostra teve início no dia 22 de novembro e já passou pelo Cine Líbero Luxardo, Fórum Landi, Praça do Carmo e Centro Cultural do Carmo, com bate-papos, matinê infantil, circuito de cinema com dezenas de longas, curtas e videoclipes do Pará, Brasil e de países da Amazônia Internacional, como Peru, Bolívia e Venezuela. No fim de semana de 26 e 27 de novembro foi realizado um workshop de Roteiro e Produção Executiva com os convidados Roberto Martha, executivo do mercado de cinema e tv no Brasil, e Luca Paiva Mello, criador e showrunner responsável por diversas séries premiadas internacionalmente, como "Mothern" (GNT) e "O Negócio"(HBO). Outra novidade dessa edição é a exposição "Cinemas de Belém", com fotografias e registros históricos de salas de cinema que fizeram a história da sétima arte em Belém no século XX e XXI, e que fica aberta com entrada gratuita até o dia 15 de dezembro.

Um marco da Mostra de Cinema da Amazônia 2016 foi a abertura do evento, exibindo de forma inédita na Amazônia o filme "Martírio", de Vincent Carelli, que documentou durante três décadas a jornada dos indígenas Guarani Kaiowá para reocupar suas terras tomadas pela expansão do agronegócio no centro-oeste brasileiro. O Cine Líbero Luxardo não só abrigou o público de Belém como também recebeu os Índios Tembé e de outras etnias, convidados para a sessão de abertura da Mostra. Os indígenas aproveitaram a oportunidade para protestar um problema igual ao retratado na película: a destruição das terras próximas ao território preservado e ocupado pelas centenas de índios no Pará.

PROGRAMAÇÃO CONTINUA NO INTERIOR
A Mostra de Cinema da Amazônia não termina na capital paraense. Até 6 de dezembro, as unidades do SESI no interior do estado estarão exibindo filmes que integram a mostra de forma gratuita, com curtas amazônicos e outros filmes selecionados pela curadoria do evento. A programação completa pode ser conferida no sita mostradecinemadaamazonia.com

SERVIÇO
Últimos dias da Mostra de Cinema da Amazônia 2016
Sesc Boulevard, a partir de 18h
Evento patrocinado pelo Banco da Amazônia e Griffo Comunicação através da Lei Rouanet.

PROGRAMAÇÃO
30/11 – Quarta
SESC BOULEVARD
20h – Exibição do filme “Fronteira em Combustão”, dir. Thiago Briglia, 20’, 2016, RR (12 anos)
20h30 – Exibição do filme "Órfãos do Eldorado", dir. Guilherme Coelho, 96’, 2015, RJ (16 anos)

01/12 – Quinta
SESC BOULEVARD
18h – Exibição do filme “Our Fight”, dir. Sergio Bastani, 70’, 2013, Bolívia (livre)
19h30 – Roda de conversa com o diretor Sérgio Andrade
20h – Exibição do filme “Antes o Tempo Não Acabava”, dir. Sergio Andrade e Fábio Baldo, 85’, 2016, AM (16 anos)

15/12 – Quinta
CENTRO CULTURAL DO CARMO
Último dia da exposição “Cinemas de Belém”.

PROGRAMAÇÃO SESI:
06/12 – Terça
SESI CASTANHAL
19h30 às 21h30 – Programa de curtas amazônicos

Sebrae oferece oportunidades de negócios para minimercados de Paragominas

Encontro de Negócios de Varejo Alimentar reúne empresas do segmento dia 1º, no Centro Cultural e Teatro Reinaldo Castanheira

Ajudar os empresários de Paragominas do segmento de minimercados a definir estratégias para ampliar as vendas e a geração de negócios, especialmente neste fim de ano, é o objetivo do Encontro de Negócios de Varejo Alimentar, que o Sebrae no Pará promove em Paragominas no dia 1º de dezembro, no Centro Cultural e teatro Reinaldo Castanheira. A programação inclui rodada de negócios, exposição de produtos e de modelo de minimercado e palestra máster com o especialista Dalmir Sant’Anna. 

A ideia do Sebrae de promover o evento surgiu para atender as necessidades específicas dos empresários do segmento de minimercados da região, preocupados em manter e melhorar suas vendas, apesar dos tempos de crise econômica. “Com o projeto Varejo Alimentar Minimercado Região Capim, promovemos ao longo do ano várias ações de apoio em gestão empresarial, acesso a mercados e associativismo para empresas do segmento. Como uma das principais necessidades desse grupo é ampliar seu leque de fornecedores, estruturamos uma rodada de negócios com várias empresas para atender essa necessidade, além de mostrar um modelo de minimercado e dar capacitação com um especialista em gestão”, explica Igo Sousa, gerente do Sebrae em Paragominas.

A rodada de negócios acontecerá pela manhã, de 8h às 12h, com a presença de distribuidores de produtos e serviços para esse segmento, entre empresas de software, gôndolas, alimentos e bebidas, produtos de limpeza e higiene e hortifruti, que irão negociar diretamente com os  minimercados da região.

À tarde, ficará aberto à visitação do público uma exposição de produtos das empresas fornecedoras e o modelo de Minimercado apresentado pelo Sebrae na Feira do Empreendedor, em Belém. O espaço inclui máquinas e equipamentos necessários para montagem de um empreendimento de varejo alimentar obedecendo aos padrões técnicos pré-estabelecidos, além de exemplos de ações de mershandising baseados nas técnicas de exposição de produtos.

Já à noite, evento traz a Paragominas o especialista Dalmir Sant’Anna, mestre em Administração de Empresas e pós-graduado em gestão de Pessoas, premiado pela Record News como “Palestrante Destaque Empreendedor". Dalmir ministrará a palestra “O que aprender, desaprender e reaprender em vendas e atendimento para desenvolver alta performance?”. A palestra é aberta aos empreendedores de varejo alimentar de Paragominas e região.

O Encontro de Negócios de Varejo Alimentar conta ainda com o apoio da Prefeitura de Paragominas, CDL  e Sindicato do Comércio de Paragominas – Sincompar.

Serviço:

Encontro de Negócios de Varejo Alimentar. Dia 1º de dezembro, no Centro Cultural e Teatro Reinaldo Castanheira. Informações: Sebrae em Paragominas (ER Capim). Telefone: 3729 1531 / 7395.

​​Hydro tem o melhor projeto de comunicação integrada do Brasil

A companhia recebeu o Aberje Nacional pelas ações que envolveram a vinda da banda norueguesa a-ha ao Pará 

banda norueguesa a-ha



A Hydro ganhou o prêmio nacional Aberje de Comunicação Integrada pelas ações envolvendo a primeira vinda da banda norueguesa a-ha ao Pará, em 2015. Concedido pela Associação Brasileira de Comunicação Empresarial (Aberje), o prêmio é realizado há mais de 40 anos e reconhece as melhores práticas da comunicação empresarial brasileira.

O prêmio foi recebido pelo diretor de Relações Governamentais e Comunicação da Hydro, Anderson Baranov, e pela coordenadora de Comunicação, Renata Freitas, durante cerimônia realizada em São Paulo. “O prêmio prova que a comunicação não tem fronteiras ou barreiras. Sem dúvida foi um dos projetos mais desafiadores que pude presenciar e que só foi possível graças ao trabalho em equipe, uma vez que reuniu todas as áreas da empresa e contou com o apoio incondicional de todos. É uma grande honra receber, em nome de todos os empregados da Hydro, este reconhecimento nacional”, diz Anderson.

"Essas atividades são parte de uma estratégia de longo prazo para fortalecer o entusiasmo e orgulho internamente, ao mesmo tempo em que aumentamos a conscientização e compreensão externa sobre a Hydro, nossas atividades e o compromisso de longo prazo com o Pará. E estamos tendo sucesso. Comprovado por este prêmio, mas também por meio de resultados em pesquisas de reputação seguindo essas atividades, onde vemos um aumento significativo na conscientização sobre a Hydro entre as pessoas do Pará", diz Inger Sethov, vice-presidente executiva de Comunicação e Relações Governamentais.

O a-ha no Pará
Realizadas em outubro de 2015, as iniciativas premiadas pela Aberje uniram os shows da banda a-ha nas cidades de Barcarena e Paragominas, a distribuição dos kits escolares arrecadados em troca de ingressos, o projeto artístico-social com crianças de Barcarena e a plantação de mudas na área de reflorestamento da Hydro em Paragominas.

A ação celebrava um momento histórico para a Hydro – os 110 anos da companhia, os 30 anos da Albras e os 20 anos da Hydro Alunorte – e mobilizou a sociedade paraense, reforçando o posicionamento Para Sempre, que significa o compromisso da companhia de permanecer no estado. Ao todo, foram quase 30 mil pessoas nos dois shows, mais de 9 mil crianças beneficiadas pelos kits escolares arrecadados, mais de um milhão de pessoas alcançadas nas mídias sociais da companhia e quase 200 inserções na mídia.

O Prêmio Aberje
Eleito o mais importante prêmio setorial pelos diretores de comunicação das principais empresas do país na pesquisa Mapa da Comunicação Brasileira 2013, o Prêmio Aberje reconhece as melhores práticas da comunicação empresarial brasileira, marcando a trajetória de profissionais e suas organizações como protagonistas do contínuo aperfeiçoamento das narrativas empresariais.

A história do Prêmio tem início com o 1º Encontro de Editores de Jornais e Revistas de Empresas, realizado simultaneamente à 1ª Exposição de Jornais e Revistas de Empresas no dia 8 de outubro de 1967, na cidade de São Paulo. Participaram 80 editores de 54 publicações. Desde então, a premiação colabora com o crescimento da comunicação empresarial brasileira, com a apresentação de cases inspiradores.

A Aberje é uma organização profissional e científica sem fins lucrativos que tem como principal objetivo fortalecer a Comunicação nas empresas e instituições e dignificar o papel do comunicador. Fundada em 1967, ela une a tradição e a busca constante por inovação e aperfeiçoamento nas diversas áreas da Comunicação. Sua atuação ultrapassa os limites do território brasileiro com projetos de relacionamento e intercâmbio com países como Estados Unidos, Canadá, Reino Unido, França, Espanha, Portugal, Alemanha, Itália, Índia, México, Argentina, Chile, Colômbia e Peru.
 

Projeto que enfraquece combate ao trabalho escravo será debatido em Belém


Audiência pública promovida pelo Senado e pela Assembleia Legislativa será nesta sexta-feira, 2 de dezembro


A Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa do Senado Federal e a Comissão de Direitos Humanos e Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa do Estado do Pará (Alepa) vão promover audiência pública em Belém nesta sexta-feira, 2 de dezembro, para discussão de direitos sociais.

Entre os temas a serem debatidos com a sociedade está o projeto de lei 432/2013, que pretende revisar a legislação para reduzir as hipóteses do que pode ser considerado trabalho escravo no Brasil.

Para a Comissão Nacional para a Erradicação do Trabalho Escravo (Conatrae), o projeto representa um risco de retrocesso porque limita o conceito de trabalho escravo somente para ocorrências em que se identifica o cerceamento à liberdade do trabalhador, excluindo casos em que estes são submetidos a situações degradantes.

Como forma de alertar a sociedade sobre esse risco, este ano a Conatrae e o Ministério Público do Trabalho (MPT) lançaram a campanha #somoslivres (http://somoslivres.org), que em seu lançamento contou com a presença do vencedor do Prêmio Nobel da Paz, o indiano Kailash Satyarthi.

Também este ano a Organização das Nações Unidas (ONU) publicou artigo (http://bit.ly/2gy3GGK) em que manifesta preocupação com projeto de lei que altera conceito de trabalho escravo no Brasil.

Para a ONU, o projeto pode aumentar a impunidade. “Situações em que trabalhadores são submetidos a condições degradantes ou jornadas exaustivas, maculando frontalmente sua dignidade, ficariam impunes caso essa alteração legislativa seja aprovada”, afirmou as Nações Unidas na nota técnica sobre o tema.

Segundo dados coletados pela organização Repórter Brasil, de 1995 a 2015 foram libertados 48.705 trabalhadores no país submetidos a condições semelhantes às de escravos. Desse total, 12.799 trabalhadores foram resgatados no Pará.

O Ministério Público Federal (MPF), que integra a Conatrae e a Comissão Estadual de Erradicação ao Trabalho Análogo a Escravidão (Coetrae), será representado na audiência pública pela Procuradora Regional dos Direitos do Cidadão, Melina Tostes Haber.

Outros temas – a audiência pública também pretende discutir os seguintes temas: previdência social, direitos dos trabalhadores e defesa da democracia e combate às desigualdades e preconceitos.


Serviço:
Audiência pública do Senado e da Alepa sobre direitos sociais
Data: 02/12/16
Horário: 14 horas
Local: Alepa (rua do Aveiro,130 - Praça Dom Pedro II, Bairro Cidade Velha - Palácio Cabanagem)
Guia rápido para jornalistas sobre trabalho escravo: http://reporterbrasil.org.br/guia/

Início de mês com programação eclética no Sesc

Diversão, cultura e saúde gratuita nas Unidades do Sesc em Belém, Benevides, Santarém e Marabá

Contação de história infantil, cinema, Sarau, Teatro, intervenção urbana, esporte e saúde. É com essa variedade de programações que o Serviço Social do Comércio (Sesc) preparou para o primeiro fim de semana de dezembro (03 a 05/12) nas unidades de Belém, Benevides, Santarém e Marabá.Toda programação tem entrada franca.
Iniciando a programação do primeiro fim de semana de dezembro, Marabá realiza no sábado (03), das 08h às 12h, o Espaço Saúde, onde serão feitas orientações individuais sobre diversas temáticas: Hipertensão, Diabetes, Hiv/ Aids, Dst’s ou outros temas de acordo com a demanda que o público necessita. Mais tarde, às 10h, a garotada vai se divertir com o filme “O mundo dos Pequeninos”, de Hiromasa Yonebayashi. A animação se passa sob o assoalho de uma casa velha, onde Arrietty vive em seu minúsculo mundo com a família, fazendo de tudo para manter em segredo a existência de todos. Sobrevivendo como pequenos ladrões, eles têm regras para que nunca sejam percebidos pelos verdadeiros e grandes donos da casa. A Classificação é livre. 
Os santarenos também terão um sábado (03) e segunda (05) de saúde e cinema. Começando às 08h, com Mesa da Saúde disposta para atender comerciários e usuários, que buscam orientações acerca da prevenção de Doenças Crônicas Não Transmissíveis, como a Diabetes Mellitus e a Hipertensão Arterial Sistólica, acompanhadas de mensuração de pressão arterial e teste de glicemia capilar em jejum. Às 09h tem programação especial de cinema com filmes voltados ao universo infantil e familiar, iniciando às 09h. A classificação é livre. Na segunda (05), das 16h às 20h, na Universidade Federal do Oeste do Pará - UFOPA / Campus Amazônia, tem o Projeto Prevenção IST/AIDS, que aborda temas que permitem a discussão sobre cuidados preventivos e de combate às Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST) e a AIDS. No mês de dezembro, em alusão ao Dia Mundial da Luta contra Aids, será realizada a oficina de "Sensibilização do Uso da Camisinha - Tenda das Sensações". O evento é  aberto a comunidade em geral. Na ocasião, além da realização da oficina o Sesc montará mesa expositiva com os materiais didáticos utilizados no Projeto. Na unidade, às 18h30, tem cinema às 18h30, com a exibição do filme “Atilla Marcel”, de Sylvain Chomet. Na comédia, Paul tem mais de trinta anos de idade e leva uma vida pacífica, sempre em casa, tocando piano e observando as tias em suas aulas de dança. Sua história é marcada pela perda dos pais, quando tinha apenas dois anos. Sua vida de poucos acontecimentos se transforma quando ele conhece a extravagante vizinha do quarto andar, que usa suas técnicas para ajudar Paul a investigar o passado e superar seus problemas. Classificação 12 anos. 
No sábado (03), às 10h, inicia no Centro Educacional Sesc Ler Benevides a  Mostra De Pastorinhas, com a apresentação da Pastorinha Filhos de Santana. Com denominações diferentes em várias cidades brasileiras, no Pará os grupos que encenam os dramas pastoris são conhecidos genericamente como pastorinhas. No Brasil, essas encenações são originárias do processo educativo e de catequese instaurado por ordens religiosas desde o século XVII que, somados à criatividade e elementos das culturas populares, recontam a história do nascimento de Jesus. Em dezembro, o Centro Cultural Sesc Boulevard e as Escolas Sesc Benevides e Castanhal apresentam ao público grupos de pastorinhas originários de Belém e Mosqueiro, que mostrarão seu drama dividido em quadros e entremeados por canções, feito por crianças, jovens e adultos, em um convite para admirar a versão popular para uma das histórias de nascimento mais contadas e conhecidas no mundo.
Já em Belém, no Sesc Doca, o sábado (03), às 09h, tem Simpósio Técnico da Meia Maratona Sesc de Revezamento,onde serão explicadas as particularidades e normas da competição, como percurso e áreas de trocas de chips e entrega de kits. A prova adulto acontece no domingo (04), às 06h, com largada em frente ao Sesc Doca. 
Ainda em Belém, o sábado (03) no Centro Cultural Sesc Boulevard será de programação intensa. Às 10h, os alunos do curso de Teatro Técnicas Corporais da Casa Sesc de Artes Cênicas realizam a Mostra de Cenas Labirinto de Emoções, que é baseada na astrologia e nos pecados capitais, com criação cênica e dramaturgia dos próprios alunos. A classificação é 13 anos.  Para os pequenos, às 11h, tem a Contação de Histórias Infantis "Crianças em nós", por Paulo Guedes. O espetáculo musical e teatral é adaptada à Arte Cênica inspirada na obra literária infantil “Cazuza”, do escritor e acadêmico Viriato Corrêa, que narra as experiências e emoções de um menino ao entrar na Escola, onde aprende a substituir o EU pelo NÓS, a sair do individual para o coletivo, convivendo com as diferenças entre os seres humanos e animais. Para os adultos, às 19h, tem Sarau “100 Mil Poetas & Músicos Por Mudanças”. Idealizado pelos poetas e ativistas americanos Michael Rothenberg e Terry Carrion, propõem a reunião de poetas, escritores e músicos com o público de sua comunidade, uma vez por ano, sempre na mesma data, nos mais diversos lugares do planeta para apresentar sua obra e desenvolver temas como a busca da paz mundial, da sustentabilidade do planeta e assuntos de interesse da própria comunidade. O “100 Mil Poetas & Músicos Por Mudanças” é um evento global que harmoniza interesses globais e locais.  No domingo (04), às 10h, os alunos do curso de Teatro Infantil da Casa Sesc de Artes Cênicas apresentarão fragmentos da pesquisa em andamento da obra baseada no Livro de J.M. Barrie intitulado Peter Pan. Classificação livre. Já na segunda (05), nas proximidades do Shopping Pátio Belém e pelo Centro da cidade, o grupo paulista Desvio Coletivo, apresenta a Performance "CEGOS". A intervenção urbana com homens e mulheres vestidos a rigor, vendados e cobertos de lama, critica a cegueira social em busca de refletir a alienação decorrente das condições massacrantes de todo tipo de trabalho corporativo e da busca pelo poder.

Serviço:
Sesc em Marabá
Espaço Saúde
Dia: 03/12/2016
Horário: 08h às 12h

Cine Sesc Marabá com o filme “O mundo dos Pequeninos”, de Hiromasa Yonebayashi
Dia: 03/12/2016
Horário: 10h 
Classificação: Livre

Local: Sesc em Marabá (Av. Transamazônica, 1925 – Cidade Nova)

Sesc em Santarém 
Cine Kids
Dia: 03/12/2016
Horário: 09h

Saúde no Sesc 
Dia: 03/12/2016
Horário: 08h às 10h

Cine Sesc Santarém com o filme “Atilla Marcel”, de Sylvain Chomet
Dia: 05/12/2016
Horário: 18h30
Classificação: 12 anos

Local: Sesc em Santarém (Rua Wilson Dias da Fonseca Nº 535 – Centro)

Projeto Prevenção IST/AIDS 
Dia: 05/12/2016
Horário: 16h às 20h
Local: Universidade Federal do Oeste do Pará - UFOPA / Campus Amazônia

Centro Educacional Sesc Ler Benevides 
Mostra De Pastorinhas - Pastorinha Filhos de Santana 
Dia: 03/12/2016
Horário: 10h
Local: Centro Educacional Sesc Ler Benevides
Sesc Doca
Simpósio Meia Maratona Sesc de Revezamento
Dia: 03/12/2016
Horário: 09h

Prova Adulto - Meia Maratona Sesc de Revezamento
Dia: 04/12/2016
Horário: 06h

Centro Cultural Sesc Boulevard
Mostra de Cenas Labirinto de Emoções 
Dia: 03/12/2016
Horário: 10h
Classificação: 13 anos

Contação de Histórias Infantis "Crianças em nós", Paulo Guedes 
Dia: 03/12/2016
Horário: 11h

Sarau “100 Mil Poetas & Músicos Por Mudanças”
Dia: 03/12/2016
Horário: 19h

Espetáculo “Perdidos na Terra do Nunca” (work in progress)
Dia: 04/12/2016
Horário: 10h
Classificação: Livre

Local: Centro Cultural Sesc Boulevard (Boulevard Castilho França, 522/523)

Performance "CEGOS", com Desvio Coletivo (SP)
Dia: 05/12/2016
Horário: A partir das 14h (CEGOS político) e a partir das 16h (CEGOS Consumo)
Local: Proximidades do Shopping Pátio Belém e Centro da cidade

Informações: (93) 3522-5126 / 3522-1424 (Sesc em Santarém)
                        (94) 3324-4444 (Sesc em Marabá)
                       (91) 3224-5654 (Centro Cultural Sesc Boulevard)
                       (91) 4005-9517 (Sesc Doca)

Siga o ParagoNews

Minha lista de blogs